O dom da felicidade

É feliz aquele que cai e depois se ergue,
Que aceita a inevitabilidade dos obstáculos e os encara logo de frente ao invés de tentar ignorá-los.

É feliz o eterno inconformado que faz de tudo pra mudar o que tem que ser mudado.
Mas é feliz também o conformado, que não se incomoda em andar na chuva e aceita o que a vida lhe traz sem reclamar.

E é mais feliz ainda o que entende que a felicidade é diferente para cada um,
E não julga a felicidade alheia com os filtros enviesados da própria infelicidade.

É feliz quem entende que tudo é passageiro, inclusive a felicidade,
E decide colocar o perdão na frente do orgulho. Que ri dos próprios erros, mas nunca do dos próximos.

É feliz quem não tem medo de morrer,
Mas tem terror de não viver plenamente.

É feliz aquele que mantém a crença, mesmo quando seu mundo desaba;
Que ainda acredita nas pessoas, apesar de suas decepções;
Que não vive só de sábado e domingo, mas dá boas gargalhadas na segunda.

E se alguém ousar dizer que sempre foi feliz,
Que nunca sofreu, nunca lutou, nunca chorou os pulmões pra fora,
Por favor!

A felicidade não é um dom, muito menos um presente.
É a recompensa dos fortes, é a luz no fim do túnel, é de todas a melhor conquista.

3 comentários COMENTE TAMBÉM

Wow!!! Adorei essa mensagem, será que vc me autorizaria a colocar noi meu blog:

Aguardo retorno

bjs

Claro! Pode sim. =) Só coloque o crédito da autora, por favor. Um beijo

E no meu aniversário, esse texto cai em minhas mãos! Adorei! Obrigada pelo presente, mesmo sem querer!

Comentários fechados.

quem faz os achados
Colaboradores

Clique para fechar