Sucesso homogeneizado, pasteurizado e desnatado

Há momentos na vida em que a névoa se dissipa, e nesse lapso de clareza conseguimos ver o caminho que percorremos até agora e para aonde vai a estrada que estamos seguindo. Aproveite esses segundos e reavalie seu percurso – por onde já passou? Aonde quer chegar? Está mesmo no caminho certo?

A grande maioria das pessoas não vaga a esmo; há sempre uma razão para cada bifurcação. Qual foi a última decisão que tomou e mudou o curso de sua vida? Seja qual tenha sido, é bem provável que a bússola que estava utilizando apontava para a direção da felicidade. Ou numa tradução profissional, para o sucesso.

Mas afinal, o que é sucesso? A resposta homogeneizada, pasteurizada e desnatada é: fazer uma boa universidade e depois de uns cinco anos de formado ter uma função gerencial, seu próprio negócio de vento em popa, ou mesmo um ótimo cargo público. E ganhar dinheiro. Muito dinheiro.

Se está nesses condições, parabéns, você se enquadra nos parâmetros sociais condizentes com o sucesso! Mas se você não está… Bem, tem gente que gosta de leite integral, de saquinho, ou ainda tirado na hora. E há também quem seja intolerante à lactose, ou simplesmente deteste leite. Nada de errado com isso.

Que tal se parássemos de comoditizar o sucesso? Assim como a felicidade, sucesso é individual; só você pode se classificar como alguém que se deu bem na vida. Pare de se torturar ao se comparar com os que tem mais “sucesso” que você; aquele seu amigo que ganha três vezes mais ou o outro que está morando em Londres. E pare também de se sentir superior ao se comparar com os que estão na pior; desempregados ou simplesmente sem as ambições “normais”.

Na verdade, pare de fazer qualquer comparação do tipo; sente a bunda na cadeira e trabalhe para alcançar o que é sucesso para você. Ou não. Ou compre um barco e vá dar uma volta ao mundo.

A vida é curta demais para usar o sucesso dos outros como guia. A vida é curta demais para tomar leite desnatado só porque todo mundo toma. Dane-se o que os outros pensam de você: a vida é curta demais para seguir uma estrada que não te faz feliz. Coragem, você consegue.

4 comentários COMENTE TAMBÉM

Simplesmente perfeito !!! Olhar o jardim do vizinho é sempre melhor e mais fácil do que tomar a decisão de ser feliz !!!! Continuo tomando o bom e velho leite integral é oq me faz feliz !!!

Paola, cada vez que leio teus textos, tenho a sensação que escreveste pra mim! “Sim, eu não tomo leite… Não, não gosto!” Parabéns pelo teu sucesso, mais um texto espetacular!

Engraçado que até o Globo Repótter foi sobre isso hoje. Li sobre isso também numa revista. Sempre pensei assim. Alguns anos atrás até realizei esse sonho e estava muito feliz,mas rolou a tal bifurcação e agora não estou tão feliz assim… Mas,esse ano não prometi nada lá no começo. Só pedi coragem pra fazer, de novo, o necessário. E me dei um prazo, mas é tão mais fácil,quase sempre o comodismo… Ai. Adoro esse blog e com esse novo formato,apesar de no começo achar estranho,olha a estranheza da mudança aí, de novo, tô adorando agora. Esse post foi uma nova injeção de coragem. Obrigada. Adoro vocês!

Comentários fechados.

quem faz os achados
Colaboradores

Clique para fechar